20/11/2007

Os Sinos

foto de Jedons



OS SINOS

Soavam sinos alegremente
Repicando afinados,
E as pessoas da vila
Murmuravam:-é baptizado.

Tocavam sinos com doçura
Embalados no momento,
E as pessoas da vila
Murmuravam:-é casamento.

De semana ou ao domingo
Ouviam-se sem permissa,
E as pessoas da vila
Murmuravam:- hora de missa.

Nos dias santificados
Soavam entre a multidão,
E as pessoas da vila
Murmuravam:-há procissão.

Repicavam ligeiros
P`ra alertar o povo,
E as pessoas da vila
Murmuravam:-há algo novo.

Tocavam dolentes os sinos
Com um som sem igual,
E as pessoas da vila
Murmuravam:-é funeral.

Os sinos da minha vila
Tocavam de várias maneiras,
Soavam alegres ou tristes
Como palavras verdadeiras.



Olinda Bonito (11/07)

4 comentários:

Barão da Tróia II disse...

É bonito sim senhor, boa semana

Betty Branco Martins disse...

__________lindo poema______________lembrando que os "Sinos" dobram a vários tons

excelente post. poema - música e a foto - parabéns


beijO carinhosO

SILÊNCIO CULPADO disse...

Um poema alentejano cujas badaladas nos entram na alma.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Hoje é o dia do "Olá". O dia em que internacionalmente se comemora o world hello day, num grito universal de unidade em prol da paz e da justiça. Quando te digo olá eu quero dizer tudo. Mesmo tudo. Mas sobretudo quero caminhar contigo em busca de pessoas que queiram caminhar.
Olá!

Seguidores

Arquivo do blogue