31/03/2008

Alvito com Xavier Zarco e José-Augusto de Carvalho



Conforme publicitado realizou-se em Alvito,na Biblioteca Municipal, dia 29 a apresentação do livro de Xavier Zarco - O Livro do Regresso - Prémio de Poesia Raúl de Carvalho, 2005.

Jorge Castelo Branco da Edium Editores apresentou os elementos da mesa e dirigiu palavras de agradecimento ao Município de Alvito na pessoa do seu Presidente João Paulo Trindade .

A apresentação do livro de Xavier Zarco foi feita pela Poetisa Alentejana Conceição Paulino, natural de Beja mas "imigrada" no norte do País.


O Autor de O Livro do Regresso fez a apresentação da obra Da Humana Condição de José-Augusto de Carvalho. Este Poeta, natural de Viana do Alentejo, também usou da palavra,realçando as raízes que o ligam a Alvito e à sua terra natal donde se afastara há cerca de quarenta anos.











da alvura da farinha
recordo o encanto da água


as mãos criando
conjugando
a morte da fome


e o forno quente
clamando a fecundação
de seu ventre


e a fragrância afagando
as arestas da casa
esculpindo a memória
em negros traços de alegria


......*********........


entrega-se o corpo
ao jogo das sombras


desenham-se desejos


há um copo de vinho
no cume da lareira


brilha e baila
rubro
no corpo da chama


a sombra



Xavier Zarco

(O Livro do Regresso)











Palavras Gastas


Enfrento o tempo das palavras gastas
e dos silêncios comprometedores.
Das mãos do déspota, a latir vergastas,
escorre o sangue a sufocar as dores.


Nos campos ermos de promessa e pão
o desespero dos trigais ausentes.
Daninhas ervas vão medrando o não
ao som das modas de perfis dolentes.


São cantos velhos a chorar o drama
na dor da gleba – a sujeição antiga
que ainda dói e sobre o chão derrama
suados versos de fatal cantiga.


Nas noites longas de assombradas horas,
Pergunta-me a Vida porque te demoras?



José-Augusto de Carvalho
(Da Humana Condição)



Fotos de Lumife

3 comentários:

jorge vicente disse...

obrigado pela partilha, amigo.

Eu gostava de ter estado aí com vocês, mas não foi possível. Para quando encontro de blogs em Alvito? Podia-se convidar o Xavier para palestrar sobre poesia na net. Ele iria gostar.

um abraço
jorge

TMara disse...

Meu querido amigo, desculpa a demora mas a vida às vezes fica turbulenta e desvia-nos dos caminhos...
Obrigada por tua gentileza e soliodariedade que tão bem conheço mas nunca deixam de me surpreender e alegrar por tão raras serem.

Beijos para ti e família e bom f.s.

Xavier Zarco disse...

Camarada Lumife,

Muito obrigado por todo o apoio. Foi um belo momento, mas também com um livro como do José-Augusto de Carvalho, a Poesia só poderia dar instantes assim.
Um abraço
Xavier Zarco

Seguidores

Arquivo do blogue